Queijaria Artesanal / Dicas Interessantes Sobre Consumo e Conservação de Queijo

  • Queijos maturados devem ser retirados da geladeira algumas horas antes de serem consumidos.
  • O queijo é uma alimento vivo, que muda suas características com o tempo, por isso o mesmo tipo de queijo pode apresentar-se mais ou menos duro, com sabor mais ou menos acentuado e coloração mais ou menos escura de acordo com sua idade.
  • A formação de mofo na superfície de alguns queijos maturados comprova a ausência de conservantes químicos. Nos queijos frescos a formação de mofo normalmente não ocorre, a não ser que eles estejam sendo mantidos em temperatura acima do ideal (4° a 8° C).
  • Queijos maturados podem ser mantidos em temperatura ambiente, se esta não ultrapassar 18° C.
  • Ao preparar um „queijo e vinho“, conte com 250g de queijo por pessoa.
  • Ao preparar uma tábua de queijos, não corte os queijos em cubinhos. Deixe os queijos inteiros para que cada convidado corte o pedaço que for consumir. É importante que se reconheça o queijo pelo seu formato.
  • Nunca congele queijos pois ele perdem o sabor, aroma e consistência característicos.
  • Queijos duros contêm mais gordura e mais cálcio do que queijos de massa mole.
  • Depois de abertos, embale os queijos maturados em filme plástico e mantenha-os sob refrigeração.

Como montar uma Tábua de Queijos

Ao preparar uma tábua de queijos, conte com 200 a 250 g de queijo por pessoa.

Uma tábua ideal deve apresentar uma gama variada de queijos. Aqui vai nossa sugestão:

• queijo fresco (Minas Frescal, Ricota)

• queijo com mofo branco (Brie, Dionísio ou Camembert)

• queijo com mofo vermelho (Livarot, Munster)

• queijo com mofo verde ou azul (Gorgonzola, Roquefort)

• queijo de massa semi-dura não cozida (Saint Paulin, Simental, Bandeirante)

• queijo de massa semi-dura cozida (Reino, Gouda, Minas Padrão Premium, Tropeiro)

• queijo de massa dura (Parmesão, Pioneiro, Gruyère, Emmenthal)

• queijo de massa filada (Mozzarella)

• queijo de ovelha e cabra (Chabichou, Crottin de Chavignol)

Coloque os queijos em tábuas de madeira, cerâmica ou vidro com uma faca adequada ao lado. Deixe espaço suficiente entre as peças de queijo para que os convidados possam se servir. Deixe uma parte do queijo inteira, para que se possa identificar o tipo de queijo. Nunca corte os queijos em cubinhos, deixe que cada convidado corte sua própria fatia, definindo o tamanho que deseja comer. Os queijos devem ser abertos algumas horas antes de serem servidos. Nunca sirva queijos gelados, a não ser os queijos frescos.

Sirva vários pães: baguettes, pão italiano, integral, torradas, etc. Faça patês com a ricota (com cebolinha, ervas frescas, curry, azeitona, etc). Uvas frescas, maçãs, peras, figos, salsão, nozes, castanhas e uvas passas enriquecem ainda mais sua tábua de queijos. Em uma noite de inverno, pode-se servir uma sopa de cebola. Os vinhos devem ser escolhidos de acordo com cada paladar. Vinhos encorpados combinam com queijos mais picantes e curados. Os vinhos mais suaves harmonizam com queijos mais frescos e suaves. Preste atenção na escolha do vinho branco para que o teor alcoólico não seja muito alto e o sabor não seja muito ácido para não atrapalhar a harmonização com os queijos.

Cervejas leves combinam com queijos frescos, as escuras e lupuladas vão bem com queijos duros, e as cervejas mais complexas harmonizam bem com queijos semi-duros.

Suco de uva é uma opção para quem quer evitar álcool. Não se esqueça de servir água!